Cotação do dólar x eleições presidenciais no Brasil

by

Analistas de instituições financeiras de renome no mercado internacional e de enaltecidas bandeiras estrangeiras dispõem relatórios acerca da variação cambial BRL/USD, fazendo com que momentos turbulentos fiquem ainda mais incertos. Algum opinadores de plantão chegaram a pontuar um dólar/real acima dos 5,50000. Políticas

A paridade do real x dólar (BRL/USD) tende a favorecer a divisa brasileira perante a moeda norte americana de maneira expressiva, movimento já percebida pós primeiro turno das eleições presidenciais, e agora pós segundo turno com a eleição do candidato da chamada direita.

Obviamente que o andamento das reformas e a concretização da política econômica  de desestatização e enxugamento dos gastos públicos serão fatores decisivos.

 

 

Artigo técnico de opinião

Por Leonardo Abrão

 

O fortalecimento da moeda brasileira perante o dólar norte americano se dá pelo saneamento de notícias e expectativas midiáticas que acabam servindo como pano de fundo para que especuladores tenham uma ação de trading mais intensa no mercado de “forex”, e investidores que trabalham com “hot Money” realizem ainda mais “daytradings”, bem como os detentores de “workingcapital” retirem seus investimentos de países emergentes e empregue-os em países com maior estabilidade econômica.

Para além das notícias ao em torno do cenário político doméstico, e dos macroeconômicos que não estão sendo abordados neste artigo, não há indicador ou dado econômico que sustente uma banda cambial superior a 3,5000 – 3,7000 (7% de variação), como bem sabemos o PIB brasileiro cresceu 1 % no ano de 2017, com estimativa de 1,30 para o presente ano corrente, ou seja, 30% de aumento de uma ano para o outro.

Alguns outros dados e indicadores econômicos concretos sustentam a análise acima, como pode-se ver a seguir:

O Brasil avançou do 7º lugar no ano de 2016 para o 4º lugar em 2017 entre os países com maior destino de IED – Investimento externo direto;

A balança comercial brasileira está superavitária desde o ano corrente de 2015, em 2017 houve um recorde histórico de mais de US$ 67 Bilhões de dólares norte-americanos, e apesar de nos 9 primeiros meses de 2018 ter ocorrido uma queda de quase 20% em relação ao ano anterior, as expectativas ainda são muito interessantes, com estimativas de superar o ano de 2016, onde o superávit foi de quase US$ 48 Bilhões de dólares norte-americanos.

No ano de 2017 a então recém-formada B3 figurou como a quinta maior bolsa de mercado de capitais e financeiro do mundo em valor de mercado;

O Segundo maior PIB de todas as Américas (apenas atrás dos EUA), 9º maio PIB do mundo (Terceiro maior entre os BRICS);

Segundo último levantamento da Euromonitor, o Brasil é o oitavo maior país consumidor do mundo (dados de 2016 – Auge da crise econômica);

Até o dia 10 de agosto do presente ano, o fluxo cambial brasileiro estava positivo em mais de US$ 28 Bilhões de dólares norte-americanos;

O Brasil é o décimo país do mundo mais endividado, porém, é o menos endividado dentre os BRICS como no caso da China (terceira posição) e Índia (oitava posição),sendo ainda o país menos endividados das américas, onde os EUA ocupam a 1º posição (américa e mundo), e Canadá 9º posição (américa e mundo);

O Brasil é detentor da décima maior reserva cambial do mundo, com aproximadamente US$ 380 bilhões norte-americanos;

Resumidamente, a não ser que haja uma política cambial de desvalorização da divisa BRL por parte do Banco Central do Brasil, ou ainda, que as políticas protecionistas/fiscais Trampistas valorizem o Dólar Norte Americano a patamares jamais vistos, a cambial somente se desvalorizara levando o BRL x USD para um patamar de 5,5000 caso tenhamos um cenário extremamente  conflitante com o descrito acima, caso contrário, teremos apenas analises humanas e puramente especulativas, de cunho opinativo e sem base de sustentação econômica, causando movimentos anormais no mercado financeiro com tentativas de trazer o Banco Central do Brasil para uma guerra cambial desnecessária e invencível.

 

abrao filho

Tel Comercial BR e Whats App: 55 11 5509-3699
Tel Comercial USA: 1 407 440 0947
comercial@abraofilho.us
www.abraofilho.com.br

No Comments Yet.

What do you think?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *